Livros | Vaticanum

Definitivamente um dos meus géneros literários preferido é o thriller religioso. Gosto de todo o secretismo que envolve, os escândalos que circundam as diferentes religiões e que, com base nestas especulações às quais vão escapando, criam-se elaboradas histórias de desvio e lavagem de dinheiros, corrupção, escândalos sexuais e até sociedades secretas, sempre com o seu fundo de verdade.

José Rodrigues dos Santos tem a capacidade de aproveitar tudo isto, provocando sempre grande curiosidade entre crentes e não crentes, para além de conquistar também aqueles que pretendem adquirir mais informação sobre algo que ainda é tão desconhecido para quem está de fora, como o Vaticano.

Em Vaticanum, aproveitou um tema que ganhou visibilidade e curiosos desde a eleição do atual Papa, Francisco - os escândalos do Banco do Vaticano: corrupção na Igreja Católica e suspeita de ligações à Máfia italiana, tráfico e lavagem de dinheiro de políticos e mafiosos. A estes temas, que já têm pano para mangas, juntou-lhe o infelizmente muito atual e autoproclamado Estado Islâmico com as suas promessas de eliminar os infiéis e seguidores de falsas verdades - o cristianismo e os seus seguidores.

Toda a história se desenvolve em torno do rapto do Papa por elementos associados ao EI, com a ameaça já conhecida por nós, de publicar na Internet um vídeo do Papa ajoelhado aos pés de um jihadista de negro enquanto é decapitado à meia-noite, caso não se cumpram as exigências por eles colocadas. Novamente Tomás Noronha, enquanto realiza o trabalho para o qual o Vaticano o contratou, vê-se envolvido no meio de toda a confusão gerada, numa corrida contra o tempo, sendo o herói habitual do autor.

Apesar de ser extremamente cativante, tenho a apontar o alongamento por vezes desnecessário que é dado. Cenas que poderiam perfeitamente ser ocultadas, diálogos que, pela urgência dos mesmos, se mostram longos demais. No entanto, como já disse, não deixa de ser um ótimo livro, onde a nossa curiosidade é espicaçada levando-nos a querer mais e mais.

1 comentário:

  1. Olá. Vou começar a ler este livro agora, em Fevereiro, e estou bastante curiosa e a tua opinião deixou-me com mais vontade de o fazer.
    Beijinhos

    http://dailyprinces.blogspot.pt//

    ResponderEliminar