Desafio | Quatro coisas que gostaria de experimentar

Fazer uma roadtrip. Sempre tive curiosidade em fazer uma roadtrip. Pegar num carro apenas com as coisas necessárias para o dia-a-dia dentro de uma mala, um mapa e a companhia certa, e fazer-me à estrada. Aposto que é uma experiência incrível, bem como ter um espirito aventureiro. Explorar campos, cidades, vilas e aldeolas no meio do nada, observar diversas paisagens naturais... Podemos começar pelos Estados Unidos, e não tem que ser só pela Route 66, e talvez pelos países nórdicos.

Envolver-me em projetos de saúde e desenvolvimento num país de África, como voluntária. Ultimamente tempo pesquisado bastante sobre isto e até há bastantes programas deste género. No entanto, não é algo que planeei fazer num futuro próximo. Mas gostava de me inserir num projeto assim, conhecer novas culturas, estilos de vida, poder ajudar de alguma forma quem realmente precisa.

Fazer a maior viagem do mundo de comboio. São 17 mil km de linha ferroviária que ligam Portugal ao Vietnam. Quase treze dias de viagem se não fizermos alterações no percurso para visitar com mais calca as cidades onde temos que trocar de comboio. Treze dias de mais uma experiência única com paisagens únicas pela frente. No entanto, também seria possível, e eu adorava, apanhar o famoso Transiberiano, de Moscovo a Pequim.

Viver sozinha num país que não é o meu. E novidades, não é? Sempre pensei muito nisto e, se surgir a oportunidade, era algo que queria fazer num futuro próximo. E para onde? Sim, mesmo com o Trump na presidência, a minha escolha manter-se-ia. Gosto muito do meu país, mas por vezes há algo que me diz que era do outro lado do oceano que deveria estar... Tudo aquilo me fascina.
Quanto ao viver sozinha, não é algo que me assuste. Quando decidi ir estudar para Faro, não conhecia nada nem ninguém, e isso fez-me aprender a virar-me sozinha (e a ser uma pro a utilizar o GPS discretamente na rua), depois para Almada, onde tudo aquilo também me era desconhecido. Hoje posso dizer que conheço bem tanto aquela zona como também fiquei a conhecer Lisboa e aprendi a orientar-me sozinha rapidamente. Pode não parecer grande coisa, mas para quem vem de uma aldeia do interior alentejano, onde tudo o que há é um autocarro de manhã e outro à noite, é muito. E eu adoro passear, viver e desfrutar da minha própria companhia, sozinha.

#SevenDaysOfMe

1 comentário:

  1. Adorava fazer uma roadtrip também :) Quem sabe para o ano ;)
    http://adiaryb.blogspot.pt/

    ResponderEliminar