"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, vão entender que o dinheiro não se come."
Entristece-me profundamente que uma zona que me é tão querida, que me diz tanto, que fez parte de alguns dos melhores momentos da minha vida, seja devorada assim.

2 comentários:

  1. É terrível! Acho que só se vai perceber a importância da prevenção quando já houver pouco a fazer!

    ResponderEliminar
  2. É mesmo triste. Ver tudo desaparecer em horas :(

    ResponderEliminar